MISSÃO

Trazer abordagens inovadoras quanto aos processos de inclusão das pessoas com deficiência que coadunem com o cenário de desenvolvimento da sociedade, comprovando que o aumento das chances no mercado de trabalho está diretamente relacionado ao crescimento do país, potencializando o mercado com importantes resultados à sua empresa.

VISÃO

Ser referência através de ações inovadoras nos processos e serviços que promovam a inclusão social das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, com mudanças de conceitos nas Organizações e Instituições, fomentando uma mudança de concepção empresarial, desmistificando todas as formas de preconceitos direcionados a este público no desempenho de sua atividade.

VALORES

Nossos valores estão em modelo de princípios adotados pelos colaboradores para atingir o êxito dos nossos trabalhos.

Saiba mais…

O processo de inclusão social deve prosseguir para provocar na sociedade reflexões sobre a diversidade humana

Temos como objetivo atender às necessidades das Empresas e Organizações, orientando na escolha dos melhores recursos físicos, estruturais e pedagógicos nos processos de inclusão social das pessoas com deficiência, no contexto da diversidade humana, e instrumentalizar seus postos de trabalho de forma assertiva.

Blog Via Acessível

  • Mitos e Verdades sobre o mercado de trabalho para Pessoas com Deficiência

    Mitos e Verdades sobre o mercado de trabalho para Pessoas com Deficiência

    Posted 14 de julho de 2014 / No comments

    por Cintia Coelho Desde a promulgação da lei 8.213/91 muito tem-se discutido

Nossos valores adotados pelos colaboradores, para atingir o êxito dos nossos trabalhos.
 
Verdade

Trabalhar com a precisão de informações, clareza, eliminando equívocos que são resultado de pesquisas e levantamento de experiências promissoras e em vias de construção.

Inovação

Construir novos conceitos e reflexões com base na realidade hoje apresentada, que demandam tecnologias e ações pedagógicas na construção dos novos espaços de trabalho.

Assertividade

Construir linhas de trabalho que tenham como objetivo chegar aos resultados em níveis importantes de correção e satisfação, causando impactos significativos nas organizações.

Empoderamento

com o uso do poder pessoal para fazer escolhas, tomar decisões e assumir o controle da situação de cada um dentro da sua competência de atuação.

Responsabilidade

Responsabilidade compartilhada com os agentes envolvidos para o alcance de bons resultados. O trabalho é estruturado com o objetivo de identificar o potencial colaborativo das organizações e pessoas envolvidas no processo, onde e na forma como atuam.

Inclusão

Inclusão geral e irrestrita respeitando as diferenças, investindo na capacidade do indivíduo, oferecendo recursos e compreendendo a DIVERSIDADE que promova um desempenho satisfatório no processo de produção.

ViaAcessível no Facebook

Por Manuel Vasques " MANTRAS
A história registra que, de tempos em tempos, uma palavra se torna obsessivamente repetida por numerosos grupos da população, como se fosse um mantra. No tantrismo, mantra é uma fórmula que, devidamente invocada, tem o pode de materializar a divindade desejada. Pela repetição do mantra o desejo se realiza.
O mantra dos nossos dias é "inclusão". Todos a repetem, como se, invocando-a, ela se materializasse, independentemente das ações concretas. Como é comum aos mantras, ninguém sabe o que significa, mas não precisa saber, o Tantra explica.
Somado às trapalhadas constantes da mídia, que mostra pessoas com deficiência se superando, e diz que isso é inclusão, a coisa ficou difícil, feia e falsa. Só resta repetir o mantra.
Aí, escolas especiais se dizem inclusivas, e seus gestores são convidados por prefeituras para capacitação do professorado; psicólogos comportamentais dizem que fazem a inclusão, e prefeituras os contratam para ensinar como se faz isso; notáveis palestrantes que superaram suas deficiências juntam multidões, e prefeituras os contratam para mostrar ao vivo o que é inclusão; no limite do cúmulo, pessoas que foram alçadas à condição de símbolos da inclusão criam e dirigem clínicas-escolas restritas apenas a pessoas com deficiência.
E quando chega um sujeito que tenta quebrar o mantra, e propaga que isso é exclusão, que superação não é inclusão, e que é preciso mudar nossa casa, nossa escola, nossa prontidão e nossas atitudes, removendo os obstáculos que impedem aquelas pessoas com deficiência de se incluir, alguém sempre vem dizer que isso é bonitinho, mas que é difícil, que é mais simples ajudar o cego a caminhar na cidade do que colocar guias nas calçadas e sinais sonoros nos cruzamentos.
Aí a prefeitura contrata um cara pra caminhar junto com o cego.
Talvez a prefeitura não saiba o que é inclusão, e repita o mantra; talvez esteja apenas pensando em economizar; talvez haja motivos mais sórdidos nessa escolha.
Não sei. Só sei que incluir não é fornecer o cara, incluir é remover as barreiras para que o cego seja um cidadão. Não gosto de mantras, não acredito em mantras, acredito na inclusão através da ação de ajustar o ambiente, e a sociedade, para que o cego possa caminhar sem medos, sem ajudas e sem compaixões.
... See MoreSee Less

Veja no Facebook

Nossos clientes e parceiros